• Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon

© 2019 por SEMAT

_ OFICINAS _

Acesse o link da tabela de horários!

OFICINAS 1, 2 e 3:

Conduzidas pelos alunos do PIBID, sob supervisão dos professores André Meireles (UFPE) e Paula Baltar (UFPE), e direcionadas aos alunos da educação básica, alunos da Licenciatura e professores em geral.

OFICINAS 4, 5, 6, 7, 8 e 9:

 

Conduzidas pelos diversos grupos de pesquisa do programa EDUMATEC-UFPE, têm a finalidade de mostrar aos alunos da Licenciatura os diversos caminhos a serem seguidos após a graduação.

Nível iniciante, destinado aos licenciandos em matemática e os professores da educação básica.

Resumo das oficinas:

Oficina 1:  Matemática em jogos e atividades de origem africana.

Data: Ter 13/08 de 13:30-15:00

Prof. Tarcísio Rocha - Docente CAP-UFPE

Resumo: Jogar é uma atividade que sempre fez parte da humanidade pelo seu caráter lúdico e espontâneo. Alguns jogos podem ajudar a resgatar importantes aspectos culturais de uma sociedade. Dentre eles, destacam-se os jogos do tipo Mankala, muito tradicionais da origem africana e que permitem um trabalho rico nas aulas de matemática, seja por conta do conhecimentos matemáticos envolvidos, seja por meio do resgate cultural que jogos desse tipo trazem para os estudantes. Nesta oficina será dada a oportunidade de conhecer e explorar dois importantes jogos do tipo Mankala, por meio dos quais será possível se divertir e refletir sobre a matemática presente neles.

Oficina 2:  Geometria com dobraduras.

Data: Qua 14/08 de 13:30-15:00

Prof. André Meireles (UFPE)

 

 

Resumo: Umas das oficinas ofertadas pelo Pibid – Matemática na IV SEMAT-UFPE, é a de geometria com o uso de dobraduras. O público alvo são alunos da educação básica, professores e licenciandos em matemática. O objetivo da oficina é tratar de ramos da geometria que, na educação básica vemos de uma forma bem reduzida, conteúdos que às vezes, por apresentar muitas definições, tornam-se entediantes ao aluno. É importante introduzir os conceitos que existem por trás da ciência, mas de uma forma prática para ajudar na compreensão do determinado conceito. Umas das partes da geometria que será tratada é a de Pontos Notáveis do Triângulo. A priori, iremos, de forma bem rápida, relembrar alguns conceitos que são necessários para que o público entenda a construção dos pontos notáveis, como o conceito de vértice, ponto médio, bissetriz, mediana etc. E previamente mostrar a construção padrão dos pontos. E por fim, com o uso de papel, iremos mostrar como encontrar os pontos e ressaltar a diferença dos pontos nos diferentes tipos de triângulo. Dependendo do público participante da oficina, na segunda poderemos avançar com a construção de triângulos isósceles e equiláteros por meio de dobraduras.

Oficina 3:  Jogos e atividades com frações.

Data: Qui 15/08 de 13:30-15:00

Prof. Paula Baltar (UFPE)

Resumo: Essa oficina, preparada por estudantes da licenciatura em matemática, vinculados ao PIBID - Matemática, é voltada para licenciandos, professores e estudantes da educação básica. Por meio do jogo "Rouba montes" e de uma história extraída da obra "O homem que calculava" de Malba Tahan, pretende-se explorar a comparação de frações e operações elementares com frações. 

Oficina 4: Educação Financeira Escolar: uma perspectiva além do poupar

Data: Ter 13/08 de 19:00-21:30

Profª Adryanne Assis - Mestre EDUMATEC

Profª Laís Thalita Santos - Doutoranda EDUMATEC

Profª Drª Cristiane Pessoa - Docente EDUMATEC

 

 

Resumo: A presente oficina destina-se a refletir sobre a trajetória da Educação Financeira Escolar no Brasil e, também, apontar  algumas situações elencadas por Santos (2017), a partir da análise de atividades com potencial para discutir a EF, como possibilidades de discussão acerca da Educação Financeira (EF). Pretende-se, ainda, levantar relações entre a Matemática Financeira e a Educação Financeira, sendo este um caminho possível para o ensino da EF junto à matemática. Acredita-se que, por estarmos inseridos em uma sociedade do consumo, é importante realizar sistematicamente um trabalho com a EF na educação básica, a fim de trazer reflexões com os estudantes, desenvolvendo a criticidade ao lidarem com situações financeiras em seu dia a dia. Dessa forma, pretende-se, nesta oficina, propor a discussão acerca de temas relacionados à EF que poderão ajudar professores e futuros professores a desenvolverem uma prática crítica e reflexiva em sala de aula.

Oficina 5:  O que nos dizem as produções de nossos alunos?

Data: Ter 13/08 de 19:00-21:30

Prof. José Carlos Alves - Docente do CAP-UFPE

Resumo: Geralmente quando escolhemos um exercício ou problema, temos em mente uma certa forma de resolvê-los. Ocorre que nossos alunos utilizam outros caminhos, nos quais há ideias matemáticas, interessantes e pertinentes. Essa oficina, voltada a estudantes de licenciatura e a professores do ensino fundamental e médio, propõe analisar produções de alunos e interrogar o que nós, professores, temos a aprender com essas resoluções inesperadas. 

Oficina 6:  Resolução de problemas com malhas

Data: Ter 13/08 de 19:00-21:30

Data: Qua 14/08 de 19:00-21:30 (Repetição da oficina)

Grupo Pró-grandezas: Ensino-Aprendizagem das grandezas e medidas, vinculado ao EDUMATEC

Resumo: Essa oficina foi elaborada coletivamente pelo grupo de estudos e pesquisas Pró-grandezas. Inicialmente, os participantes serão convidados a resolver e discutir problemas sobre área, perímetro e simetria, usando diferentes tipos de malhas. Em seguida, iremos refletir sobre possíveis contribuições de atividades envolvendo malhas para a aprendizagem de conteúdos matemáticos na educação básica. Pretendemos, por meio desse trabalho, estimular os participantes a explorar mais esse recurso em sala de aula.

 

Oficina 7:  Trabalhos com projetos na perspectiva da Educação Matemática Crítica

Data: Qua 14/08 de 19:00-21:30

Profª Aldinete Lima – (UFRB)
Profª Iranete Lima - Docente EDUMATEC

 

 

Resumo: o trabalho com projetos é uma das possibilidades que o professor que ensina Matemática dispõe para relacionar conteúdos matemáticos com a vida real dos estudantes e refletir sobre questões sociais, políticas e culturais da sociedade contemporânea. Partindo dessa premissa, discutiremos esta possibilidade à luz da Educação Matemática Crítica, abordando os conceitos de diálogo, cenários para investigação e crítica. A oficina é indicada aos estudantes de Licenciatura em Pedagogia, Licenciatura e Bacharelado em Matemática, professores da educação básica de escolas do campo e da cidade, formadores de professores de Matemática e pesquisadores. Inicialmente discutiremos os conceitos da Educação Matemática Crítica e após, em grupo, discutiremos estratégias de elaboração de projetos para ensinar Matemática na perspectiva da Educação Matemática Crítica. Culminaremos com uma reflexão coletiva sobre a pertinência do ensino por meio de projetos.                                                                                                                           

Oficina 8:  O livro didático digital de matemática: da produção com o Geogebrabook  ao uso com o GeogebraGroups

Data: Qua 14/08 de 19:00-21:30

Prof. Rogério Ignácio - Docente do CAP-UFPE

Resumo: A proposta apresenta elementos teóricos e metodológicos relacionados à sistematização da prática docente de selecionar, criar, utilizar e melhorar os materiais didáticos que necessita para o exercício da profissão. Nossa expectativa é a de que, ao fim do curso, o licenciando reconheça e utilize o Geogebra Book e a plataforma associada Geogebra Groups enquanto recursos tecnológicos para o desenvolvimento de materiais didáticos e inicie um projeto de criação de livro didático digital enquanto recurso metodológico para a sistematização desse desenvolvimento.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now